"Transforme a prática em ambiente de reflexão!"

Blog

Archive for outubro 2015

Um olhar propositivo…

livro-capa-no-que-acreditoO livro “No que acredito” foi mais uma das gratas surpresas que tenho quando me dedico ao exercício de perscrutar as prateleiras intocadas das pequenas livrarias de rua…

Estava em busca de um outro título de Bertrand Russell, chamado “Ensaios Céticos”. Já havia percorrido boa parte das grandes livrarias e, mesmo sabendo da disponibilidade para compra on line, divertia-me a busca despretenciosa que sempre acabava com a pergunta “posso lhe ajudar!?” e a segunda frase “não temos esse livro”, dita por vendedoras de pouca paciência.

Continue lendo

“Palestra motivacional, sim senhor!”

Palestra Motivacional perspectiva-futuro-motivacaoDesde que me lembro, quando explico a alguém sobre meu trabalho como filósofo e mediador em experiências de aprendizagem, na maioria das vezes acabo ouvindo a clássica afirmação, disfarçada de pergunta: “Ah, então você faz palestra motivacional, não é!?”.

Confesso que por algum tempo isso me incomodou, talvez pela ideia negativa que grande parte das pessoas trazem sobre a proposta dessa abordagem. Entretanto, procuro argumentar que a motivação se traduz no ato de apresentar motivos que incitam, que provocam pessoas a pensar ou agir de maneira diferente do habitual. Engraçado, mas quando são levados a pensar por essa perspectiva, muitos críticos do termo palestra motivacional se reconhecem como pessoas que também buscam motivar outras, o tempo todo!

Continue lendo

Para onde foi a alta performance?

Alguns colecionam selos, outros canecas e há quem goste de miniaturas… Eu, por outro lado,  coleciono perguntas e me divirto buscando por respostas! Minha última aquisição serve de título para esta nova provocação reflexiva que compartilho aqui.

Na verdade, é importante dizer que a pergunta “para onde foi a alta performance(?)” demorou a surgir nessa forma, assim clara e objetiva. No começo eu a percebia se esgueirando nas minhas conversas com gestores, nos encontros de mentoria e no desabafo de um e outro colega. Fascinava-me a maneira como as pessoas deixavam escapar pequenos comentários, mas, talvez por receio da resposta ser tão dura quanto a pergunta, nunca a falavam em voz alta, ou encaravam o debate a respeito.

Continue lendo

Cada experiência vale por uma escola!

Sempre gostei da ideia de que a vida é minha escola. Foi Montaigne quem disse: “Se eu fosse um homem de grande erudição, encontraria o suficiente para tornar-me sábio em minha própria experiência”. Essa forma de erudição que anseio, o exercício de transformar cada nova experiência numa escola, e a própria prática em ambiente de reflexão…

Continue lendo

“Tá difícil conversar ultimamente…”

O título parece dizer tudo, só que não… (rs)! A verdade é que escolhi essa expressão depois de tê-la ouvido várias vezes em diferentes, e recentes, viagens que fiz para minhas palestras. Uma constatação crítica, sempre em clima de desabafo!

Nas últimas semanas visitei lugares e culturas diferentes. Em cada uma dessas idas e vindas conheci diversas pessoas. Foram taxistas, comissárias de bordo, recepcionistas, garçons e os próprios participantes dos encontros de aprendizagem em que fui mediador. Cada qual com um olhar pessoal sobre nossa realidade compartilhada, que acabo conhecendo por conta desta minha natural curiosidade e pelo contínuo exercício da escuta compreensiva. Em comum, ao final de cada diálogo ouvi um “obrigado” e o desabafo de que “tá difícil conversar ultimamente…”.

Continue lendo